Racionalização de processos

A filosofia Lean é aplicada as funções de suporte das atividades chaves da empresa.Estas funções devem ser utilizadas para o bom funcionamento das atividades chavesEtas áreas são muitas vezes as áreas ditas não core-business. São as funções de contabilidade, financeiro, recursos humanos, informática …

As pressões da concorrência e as exigências de rentabilidade obrigam-nos a nos concentrar nos processos-chave do negócio, mas também a aumentar a contribuição, a flexibilidade e a eficiência dos recursos dedicados às atividades de suporte. Este ultimo ponto é muito importante, caso contrario podemos ter muitos problemas:

  • Aumento da decalagem das necessidades dos clientes internos

  • Perda de reconhecimento por parte dos operacionais

  • A Resistência à mudança

  • A complexificação das organizações e das práticas

  • Um descontrolo dos custos operacionais

  • A perda de rumo na implementação de atividades

  • Uma perca da motivação

  • Um risco de saída da organização das pessoas-importante para o negocio

Quer criar uma dinâmica empreendedora e racionalizar as funções de apoio …

  • Melhorar a satisfação do cliente interno, agilizar as interfaces entre as funções de apoio e funções operacionais

  • Alterar as funções de apoio numa lógica de Eficiência Operacional

  • Personalizar os serviços aos clientes internos, e ao mesmo tempo «industrializar” os seus processos e otimizar os recursos utilizados

  • Definir uma politica de cliente / fornecedor interno.

  • Otimizar os custos operacionais e motivar suas equipes

  • Reposicionar as funções de apoio, como criadoras de valor interno.

Implementamos a lógica de melhoria contínua nas áreas de apoio da empresa …

A utilização das ferramentas lean nas áreas de apoio permitam aos nossos clientes ativar duas alavancas:

– A Otimização da eficiência das operações administrativas, reduzindo o tempo de processamento e os custos operacionais,

A melhoria da qualidade da informação.

A solução passa por implantar uma metodologia estruturada para eliminar as causas de ineficiência nas áreas de apoio.

Esta abordagem permite desenvolver uma nova visão dos processos administrativos, organizado a volta de atividades com muito valor acrescentado e centrado numa dinâmica de melhoria contínua.

A centralização dos recursos e atividades em “serviços partilhados” podem, em muitos casos responder as necessidades da organização e de otimizar dos custos.

A nossa proposta:

  • Analise dos processos atuais

  • Identificação do processo com valor acrescentado

  • Implementação da filosofia de polivalência

  • Calculo da necessidade de recursos

  • Implementação da cultura de melhoria contínua